02

Saiba como decorar o ambiente da churrasqueira

Post colaborativo (Blog Lopes)

Sol, céu azul, bebida gelada e uma boa peça de carne faz do churrasco, uma ótima opção para reunir os amigos e a família.

Os imóveis com churrasqueira gourmet são os mais desejados e para aproveitar ainda mais esse momento gostoso com os convidados, o ambiente da churrasqueira deve ser bem estruturado, aconchegante e com os equipamentos adequados.

01

As churrasqueiras têm variadas características, tamanho, tipo, material entre outros. Primeiramente deve se verificar o local e o espaço que vai ser instalada (caso já esteja instalada, precisa apenas estudar o local a ser decorado) para ver quais equipamentos se adequam a determinada ocasião.

Procurando imóveis com varanda gourmet? Eles estão aqui!

Em Construção

Separamos algumas dicas para você levar em conta na hora de construir a sua churrasqueira.

– O material da churrasqueira pode ser de alvenaria, elétricas, aço inoxidável, alumínio ou tijolo.

– Veja a posição da coifa para não instalar perto de alguma corrente de vento

– Verifique qual altura ficaria ideal para você trabalhar e qual a quantidade de pessoas que frequentaria o ambiente.

– Para a churrasqueira ter uma vida útil maior, passe impermeabilizante nela.

02

Decoração

– Opte por materiais práticos e confortáveis.

– Uma ótima opção é optar por mesas clássicas, mesas grandes de madeira ou de vidro e material cromado.

– Utilize cadeiras com tecidos fáceis de limpas como vime, cestos e banquinhos

– Coloque armários para guardar os talheres e copos próprios para usar em dias de churrasco, assim você não precisa ficar andando de um lado para o outro para pegar as coisas

03

Agora, você já está pronto para receber o pessoal em casa e fazer aquele churrasco…

mont-esse

Quarto Montessoriano

Olá! Tudo bem? Já estava com saudade de vim falar com você!❤🙂

Hoje o assunto é quarto montessoriano, uma tendência para os quartos infantis que, além de ser esteticamente muito bonito, possui um estudo aprofundado para um melhor desenvolvimento das crianças.

Chamada também de Pedagogia Montessoriana ou Método Montessori, o método foi desenvolvida por volta de 1907, pela médica e educadora italiana Maria Montessori. Seu método propôs a criação de um ambiente de aprendizado mais criativo e seu trabalho enfatiza a importância de se criar um ambiente adequado para o desenvolvimento da criança, capaz de permitir a livre expressão de suas capacidades.

Em um ambiente rico e estimulante, a criança torna-se capaz de aprender sozinha por meio de suas próprias experiências, desenvolvendo-se de forma espontânea, criativa e saudável.

As principais características do método são a substituição do berço por um colchão no chão ou por uma cama bem baixa, para que a criança possa sair e voltar quando quiser; a disposição dos brinquedos, que devem estar sempre a mão, em uma altura que ela consiga pegar com facilidade; espaço livre para que ela possa brincar e aprender; a existência de espelho, bem fixo na parede, baixo, para que a criança possa se ver e barras na parede, para que a criança possa começar a andar sozinha, sem ajuda dos pais.

À primeira vista, esse método pode não conquistar de cara, mas não tem quem não se renda a fofura que fica a composição final dos quartos e, além disso, os bebês crescem muito mais espertos e criativos. Não é só estética, é funcionalidade!

quarto-montessoriano-1

foto1

83ca30e24e56fc8a6870413bb596ec61

3a1

2

e371ebe7d01e2bb51f36239c4ac49cad

quarto-montessioriano-depois-da-chegada-2

Sou bem suspeita pra falar, mas não é a coisa mais fofa do dia?❤

Espero que tenha gostado, beijão! Até o próximo post!

ASSINAT-01

img_337af5999d96

Como e Porquê Fazer um Concept Board?

Oi, gente! Tudo bom? Antes de começar o post, quero explicar meu sumiço aqui no blog e nas minhas redes sociais. O motivo do meu afastamento é que, além de estar cursando administração, agora estou estagiando em uma loja de móveis projetados. Isso é ótimo! Tô aprendendo muita coisa e pretendo compartilhar tudo com vocês. Mas, infelizmente, minha rotina está muito corrida e estou tentando me adaptar aos horários e continuar postando aqui no blog, criando projetos e conteúdos para as redes sociais. Mas com o tempo tudo se organiza e logo mais o blog vai estar cheio de conteúdos novos.

Depois das explicações, vamos ao que interessa: o assunto de hoje, o Concept Board.

9ef0efbd90c1281013ae590073eb0944O que é o Concept Board?

O Concept Board muitas vezes é incluído no Mood Board, assunto já falado aqui no blog, talvez pela correria do dia-a-dia ou falta de informação, mas o ideal é que sejam feitos separadamente, pois o Concept Board vai conter informações sobre as texturas, cores e mobiliários do projeto, diferente do Mood Board que deve conter as inspirações para o projeto.

Como fazer um Concept Board?

Com o projeto pronto, chegou a hora de separar as imagens que fazem parte do seu projeto. Imagens de piso, cor de parede, papel de parede, móveis, itens de decoração (opcional) e tudo o que achar necessário para a apresentação do projeto pro cliente.

Que ferramentas usar?47e4b2f2e5185dffbc5efe015a663314

Assim como no Mood Board, o Concept Board pode ser feito a mão, utilizando-se de revistas e catálogos. Pode ser feito digitalmente, através de programas de edição, como o CorelDRAW, Illustrator e o Photoshop ou programas mais simples como o Power Point e até o Paint.

Por que fazer um Concept Board?

Um Concept Board faz muita diferença numa apresentação de projeto. Ele o deixa bem especificado e mostra claramente ao cliente o que você escolheu para o ambiente dele. E para os clientes mais indecisos, o Concept Board pode conter algumas opções, sejam elas de texturas ou mobiliário.

O Concept Board é muito importante e vale muito a pena investir nele!

Até o próximo post!

ASSINAT-01

Slide2

Como e porquê fazer um Mood Board?

Hoje o assunto é Mood Board. Uma ferramenta muito útil, mas que ainda é pouco usada na concepção de projetos. Minha meta hoje é te fazer mais um usuário assíduo do Mood Board! Haha!

  • O que é um Mood Board?

O Mood Board nada mais é do que um painel de inspirações sobre algum tema. É a junção de várias referências que, quando juntas, formam uma ideia principal. Um Mood Board pode ser usado com diversos objetivos, pode ser a concepção de uma marca, de um evento, de uma coleção de roupas, de um projeto de design de interiores, assim vai… O Mood Board é um aliado e tanto para os profissionais de criação! É uma ferramenta incrível e aguça bastante a criatividade.

Quem acha que o Mood Board é perda de tempo, não vê o resultado que ele traz na concepção do projeto.

Apresentação1

  • Como fazer um Mood Board?

Antes de tudo tem que ser definido o propósito do mood board. É para a decoração de um aniversário? Para um projeto de uma cozinha? Para a criação de uma marca? Depois disso escolhe-se o tema. O aniversário vai ser inspirado nos anos 80? A cozinha vai ser estilo industrial? A marca tenderá ao clássico ou ao moderno? São perguntas que devem ser feitas e suas respostas devem estar bem claras, pra não haver nenhum engano futuramente.

Com essa primeira etapa concluída, começa a pesquisa. Pesquise muito sobre o assunto, em vários sites e salve todas as fotos que te interessarem. Com isso, separe o que for mais relevante e monte seu painel. Quanto maior o número de informações, mais consistente será o resultado do seu Mood Bord.

Slide1

  • Que ferramentas usar?

O Mood Board pode ser feito a mão, utilizando-se de revistas, livros e jornais. Pode ser feito digitalmente, através de programas de edição, como o CorelDRAW, Illustrator e o Photoshop ou, pra quem não tem conhecimento sobre esses programas, o Power Point e até o Paint são grandes aliados, sendo muito simples de fazer. Sendo ainda mais fácil de fazer, temos o Pinterest, a rede social que eu mais amo e que mais tenho me engajado ultimamente. É viciante e você pode criar vários painéis, sobre vários temas, sou suspeita pra falar. Haha!

Slide3

  • Por que fazer um Mood Board?

Se ainda não te convenci de fazer um Mood Board e de tê-lo como seu aliado de criação, aqui vão mais alguns argumentos. O Mood Board, como eu já disse, ajuda bastante na concepção de projetos, pois ele te mostra o que você quer fazer, evitando que você se sinta perdido no meio do projeto se perguntando “Será que é isso mesmo que o cliente quer?” ou “Será que é isso mesmo o que eu tenho que fazer?”. Ele serve como um guia, podendo até limitar o que você vai fazer, pra não sair uma viajem, que não tem nada a ver como o que você queria no início. (Sei que tem gente se identificando. Hahaha).

Outra utilidade importantíssima é usar o Mood Board com o seu cliente. Depois do briefing, você realiza o Mood Board e mostra pro cliente. Se você tiver entendido bem do gosto do cliente e ele aprovar o Mood Board, as chances de você não alterar demais o seu projeto diminui muito, pois ficou bem claro pra você e pra ele o que você tem que criar e o que o ele pediu. Agora, se não houver essa concordância, volta-se pro briefing de novo, e cria-se outro mood board. Isso vai te livrar daquela apresentação que você pensa que tá arrasando enquanto o cliente tá pensando ‘Acho que tá apresentando o projeto errado. Esse projeto não pode ser meu.”

SLIDE4

Fazer um Mood Board é fácil, rápido e te ajuda muito! Que tal olhar essa ferramenta com mais carinho e usá-la sem moderação? 

Até o próximo post!

ASSINAT-01

TEORIADASCORESPTIICAPA

Teoria da Cor: Parte II

Oi, gente! Tudo bom com vocês? Eu ando sumida do blog, eu sei… Mas aos poucos as coisas estão se ajeitando e eu continuo com vocês, firme e forte! ♥ Mesmo sem publicar nada, eu continuo olhando o movimento do blog, lendo e respondendo os comentários de vocês, quando dá. E eu queria agradecer muito por vocês continuarem aqui no blog, olhando tuuuudoooo! É pra vocês que ele existe e é por vocês que ele tá no ar até hoje! Muito obrigada! ♥♥♥

Bom, vamos ao assunto de hoje, que vai ser bem rapidinho, mas não menos importante!

Dando continuidade ao post de Teoria da Cor: Parte I, onde falei o que era cores primárias, secundárias, terciárias e neutras, hoje trago pra vocês a segunda parte, onde eu falo de monocromia, tonalidade, policromia e matriz. Espero que o assunto esteja claro e aguardem a próxima parte!

TEORIADASCORESPTII-01

Um beijão! Até o próximo post!

ASSIN-01

02_Free Macbook Pro Mockup 3

O Novo Design do Blog!

Geeeente!!! Que felicidade que eu tô hoje de estar compartilhando isso com vocês! Faz séééculooos que eu queria mudar a cara do blog, deixar mais do meu jeito e EU CONSEGUI!!! \o/ Não vai ser definitivo. (Nunca é, né?!) Mas eu gostei bastante e espero que gostem também!

Junto com a mudança do blog, também refiz minha marca, ajustei algumas coisas, além do meu portfólio, que agora está aqui no blog! o/

Vamos as fotos! ♥

cartãopostBranding-Stationery Mockup Vol.601_Free Macbook Pro Mockup 3air_mockup_2tutti_ipadiPadMini3iPhone-5-3D-view-MockUp

E aí, o que acharam? Quero os comentários de vocês! ♥

ASSINAT-01

diyterrario-01

DIY Terrário: Ideias de como montar o seu.

Oi, gente! Como estão as coisas? Como foi o fim de ano? Espero que tenha sido mil vezes melhor do que o meu foi! :( O primeiro post do blog demorou porque eu não tô de férias do curso de Administração, pelo contrário, tô fazendo várias provas e trabalhos.😐 Mas eu tava morrendo de saudade de escrever pra vocês e esse ano terá muitas novidades, se Deus quiser!❤ Terminando nossa conversa pessoal (haha), vamos ao assunto de hoje que é um chame só! Continua aqui que você vai saber como se faz um terrário e os diversos modelos que podem existir!

Terrário, pra quem não sabe, são pequenos jardins feitos dentro de recipientes abertos ou fechados. Eles são fáceis de fazer e são de fácil manutenção, pois as espécies escolhidas para esse tipo de jardim são cactos e suculentas, que não pedem tanta água. Além disso, os terrários são uma fofura só e podem pertencer a qualquer ambiente.

Fazer um terrário é muito fácil. Você vai precisar de:

  • Plantinhas (cactos e/ou suculentas).
  • Um recipiente (pode ser um aquário ou um pote);
  • Pedriscos;
  • Carvão vegetal, areia ou musgo seco;
  • Terra de jardim;
  • Para decorar: pedra branca, musgo, casca de pinos, terra colorida, pedras.

Para montar é muito fácil!

  1. Comece colocando mais ou menos 2 dedos de pedriscos no fundo;
  2. Coloque o carvão ou a areia ou o musgo, mais ou menos 2 dedos também;
  3. Acrescente uma boa quantidade de terra, a soma da quantidade de volume do passo 1 e 2, até mais que isso;
  4. Plante os cactos e/ou as suculentas, cobrindo suas raízes. Pode plantar junto com a terra que vem nelas.
  5. Por fim, decore! Use pedriscos, pedras brancas, pedras maiores… O que te tiver!

Agora que já sabemos como fazer, vamos dar uma olhada nos diversos modelos de terrário!


maxresdefaultil_fullxfull-451425128_dq3m

 

ASSINATURA_2